Ata 275

Ata 275

Ata 275- No oitavo dia do mês de outubro, as 19h00, na sala dos conselhos Sr. Vivaldo Lopes Martins, o COMTUR- Conselho municipal de turismo por intermédio de seu Presidente Luiz Eduardo Bovi deu início a reunião do mês. A secretaria Eliza faz a leitura da ata anterior sendo ela aprovada por unanimidade. Em seguida Deise informa sobre a tesouraria, que não houve nenhuma mudança desde a última aprovação de utilização de recursos. Eduardo toma a palavra e fala sobre a reunião de prioridades do COMTUR, ele explica o que é a verba do DADE e os pré-requisitos exigidos pela prefeitura e que o nosso papel é definir a prioridade de como esse recurso deve ser alocada para 2019. Então no dia 23 de outubro, às 17h00, na Sala dos Conselhos haverá uma reunião para que seja discutida a utilização da verba do DADE do ano de 2019. Eduardo relata que esteve reunido com o Sr. José Fernandes e discutiram sobre as ações que farão com que o turismo na cidade tenha continuidade, bem como visitar os projetos que se encontram parados ou os que não foram implantados, ele convida a todos e justifica a importância da participação efetiva dos mesmos. Em seguida Gabriel Reis da TV Socorro apresenta o projeto com um formato que busca informar e conscientizar a própria população da cidade. Charles toma a palavra e relata sobre a evolução do programa e que devemos utilizá-la em prol do turismo e conscientização ambiental. Gabriel diz que a TV Socorro está no ar há um mês e vem atingindo um grande público (26.800 pessoas alcançadas). Eduardo toma palavra e lembra que dentro dos tópicos dos planos de turismo, existe a intenção do projeto de conscientizar a comunidade local sobre a própria cidade e seu potencial. Sérgio Franco acredita que a TV Socorro pode ser um dos principais canais de informação para a população e também um meio de ouvir o que o socorrense espera para o futuro de nossa cidade e que o COMTUR deve pensar na melhor forma de como pode colaborar e apoiar a TV Socorro. José Fernandes lembra que anteriormente existiu uma verba para ser utilizada na conscientização turística e hoje entende que a TV Socorro depende de um suporte financeiro para funcionar e que o próprio COMTUR talvez possa buscar uma maneira de colaborar, desde que não prejudique demais projetos e que o ideal seria a própria TV Socorro elaborar uma proposta para ser apresentada ao COMTUR.  Sérgio questiona como o COMTUR pode se beneficiar com o projeto e Eduardo diz que para este ano, a verba do COMTUR já está designada a outros projetos, mas que nada impede de já começarmos a criar um grupo que venha a discutir o plano de conscientização turística para o ano de 2019. José Fernandes fala do conjunto de ações que já tivemos no passado. Em seguida Deise toma a palavra e relata que este mês foi realizada uma reunião onde está sendo discutido sobre como será divulgado o turismo para a comunidade com o intuito de que venham a ter mais conhecimento sobre o mesmo. Eduardo diz que é importante existir um planejamento bem realizado onde seja analisado todos os custos, recursos e maneiras de como estar trabalhando este tópico como uma prioridade e que como parte dessas atividades, um plano de mídia é muito válido. Acácio acredita que este assunto deve ser levado ao marketing para ser discutido dentro do plano de conscientização turística. Eduardo frisa a importância da participação de todos em assuntos específicos. José Fernandes presume que devemos associar a alocação de verbas do COMTUR à iniciativa privada, pois não podemos deixar de investir, caso isso aconteça, esse comodismo momentâneo virá prejudicar futuramente todas as empresas. Deise toma a palavra e fala da dificuldade de participação e engajamento de todos e Eduardo diz que hoje podemos decidir que 15% do recurso do COMTUR de 2019 pode ser alocado para utilização de uma conscientização turística futura, pois desta forma já se pode ir planejando e iniciar a execução logo no início do ano, José Fernandes diz que o projeto é muito importante e que é prioridade. Dada a palavra para que todos opinem, considerou-se utilizar sim um valor com uma referência aproximada de 15% para conscientização turística. Mauricio toma a palavra e ressalva que o marketing necessita ser mais organizado e Jaqueline frisa a importância da participação dos representantes de todos os núcleos. Dando continuidade Sérgio Franco fala sobre o Workshop de sustentabilidade que será no dia 16 de outubro, às 16h00, no auditório da Prefeitura Municipal, ele dá uma breve explicação sobre o projeto de sustentabilidade, trabalhando para que nossa cidade se torne uma referência, encaixando-se dentro dos padrões em termos de qualidade de água, separação do lixo, cuidados com nosso rio e todos os impactos sociais, econômicos e ambientais envolvidos. Marina Franco toma a palavra e lembra que a grande maioria dos empresários da cidade não enxergam a grandiosidade do turismo e o movimento financeiro que agrega ao município, o intuito é que todos tragam ideias e projetos para que as ações comecem a ser colocadas em prática. Eduardo diz que a importância do projeto requer atender os anseios da população. José Fernandes pede para que seja elaborado um ofício que garanta que as autoridades e entidades da cidade estejam presente e Sérgio Franco acredita que este momento é uma grande oportunidade para unir todos os envolvidos. Seguindo a pauta Deise fala sobre a participação de Socorro na Adventure Sports Fair entre os dias 19, 20 e 21 de outubro de 2018, onde a cidade terá um stand próprio de 25 m² com programação que estará sendo realizada dentro do stand com intuito de atrair o público. Charles estará também fazendo uma palestra sobre o rafting em uma das salas. Peter estará na sala de turismo dentro do evento e também no stand de Socorro relatando a experiência que teve em sua viagem aqui na cidade, teremos também a apresentação do bar do mochileiro, musicalidade, Happy hour, sorteios e pesquisas segmentadas durante a feira, tudo isso com o intuito de atrair o público para ampliar nosso mailing e segmentar os interesses. Continuando Deise relata sobre o Revelando SP, a maior feira cultural do Estado de São Paulo, este é o segundo ano que Socorro participa dentro do Circuito das Águas Paulista, e este ano o espaço estava mais estruturado. No Stand dos destinos turísticos tinham empresas divulgando e vendendo seus produtos. Deise fala que o evento vem crescendo cada vez mais e podemos desenvolver outras estratégias para o ano que vem.  Também é falado sobre a realização do Festival de Primavera no início no dia das crianças, 12 de outubro no Recinto, com parque e praça de alimentação e nos finais de semana shows variados. Na sequencia Deise passa aos conselheiros a revista mercado, onde Socorro está na capa e contra capa. Sobre o Luzes de Natal o Presidente comenta que se reuniram juntamente com a Associação Comercial, o Poder Público e o COMTUR, e que  foi criado três níveis de localização para divulgar o evento. Nível 1 enfeites no praças e portais, nível 2 iluminações nas regiões como rua 13 de maio, coronel germano e avenida Dr. Rebouças, no nível 3 os empresários podem adquirir a iluminação e a prefeitura monta a iluminação.  Tudo isso com o Intuito de manter um atrativo para a cidade dentro dos recursos que foram disponibilizados. Sérgio questiona sobre a ação do concurso para motivar a população Socorrense. Dando continuidade à pauta os representantes falam sobre os Núcleo de Atividades. Onde o Núcleo Rural teve a Participação do Revelando S.P. No Núcleo de Aventura, Charles fala sobre a reunião com pautas discutidas do feedback da AVIRRP, Adventure e Revelando S.P. Também comenta sobre a realização do evento no Mirante do Cristo ocorrido no final de Setembro e participará do lançamento do aplicativo no táxi no dia 10/10, ele pede para que Deise explane sobre a visita técnica do Chile recebida na última semana. Deise fala que a Secretaria de Turismo recebeu na última semana de Setembro uma equipe do Chile em busca de conhecimentos sobre os projetos de acessibilidade implantados na cidade, ela comenta que o grupo era composto por 21 empresários de pousadas, restaurantes, atividades de aventura, operadores turísticos e de lazer. Haviam 6 municípios envolvidos na missão técnica. O resultado da visita foi muito legal e o grupo gostou bastante. Dando continuidade, no núcleo de hospedagem Raphael, comentou sobre a realização de reunião no Hotel fazenda 7 belo com o intuito de engajar mais o grupo e elaborar um planejamento para 2019, Mauricio fala que a ideia é fortalecer o núcleo de hospedagem. Deise fala que no núcleo de gastronomia, não temos nenhuma representação presente. Dando continuidade Charles fala sobre a ASTUR que esta sendo feito toda a tramitação para efetivação da Priscila na Associação, e sobre o chamamento público para contratação dos responsáveis pelos pontos turísticos, a elaboração de um novo guia turístico, e a elaboração de um contrato de fotografias e direitos de imagens está sendo estudado. Eduardo toma a palavra e solicita para que a Priscila sendo efetivada pela ASTUR que ela assuma a responsabilidade de cumprir o papel de colaborar na secretaria do COMTUR. Deise comenta sobre a sala descentralizada onde o município de socorro solicitou uma sala para curso técnico com o intuito de formar guias de turismo cadastrados no Cadastur, ela informa que a ETEC João Belarmino de Amparo veio fazer a visita técnica para olhar se o espaço cedido para as aulas era adequado, mas avaliaram de forma negativa, sendo assim, já entramos em contato com o Centro Paula Souza de São Paulo para tentarmos alterar o local de indicação da sala e tentar iniciar as inscrições para o ano que vem. Dando andamento Deise fala sobre o Espaço na feira de malhas disponível para prefeitura, no qual está sendo gerido pela Secretaria de turismo. É dada a palavra livre e o Presidente aproveita este momento para fazer um apelo aos conselheiros, no sentindo de conseguirmos representantes para completar as cadeiras do COMTUR e tentar de alguma forma ter a participação efetiva de todos para podermos viabilizar as decisões tomadas por este Conselho. Sobre este assunto, Cardoso aproveita e fala sobre uma palestra que ocorreu na ACE a aproximadamente 1 mês e meio, e que neste dia conversou com Francisco do Moda de Fábrica sobre a necessidade de se juntar e formar um grupo de malharias, para que possam organizar o setor, ele inclusive diz que pode estar representando o setor de lojistas no COMTUR.  Ainda na fala do Presidente ele comenta que a escola Craveiro solicitou o auxílio para conseguirem o restante da verba para enviar sua equipe para o Rio de Janeiro para participarem de um campeonato de lançamento de foguete, se os empresários puderem contribuir. Após esta fala e mais nada a tratar o Presidente toma a palavra e dá por encerrada a reunião ordinária do outubro e eu Eliza Schirato secretaria redijo e assino a presente ata juntamente ao presidente Luiz Eduardo Bovi.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe: