Ata 276

Ata 276- No decimo segundo dia do mês de novembro, ás 19h00, na sala dos conselhos Sr. Vivaldo Lopes Martins, o COMTUR- Conselho municipal de turismo por intermédio de seu Presidente Luiz Eduardo de Bovi, deu início a reunião do mês de novembro. Na ausência da secretaria, Deise faz a leitura da ata anterior sendo ela aprovada por unanimidade. Deise da continuidade e fala sobre as representatividades do COMTUR, hoje faltam apenas três entidades o Rotary, Lions e COMDEF para indicar um representante e um suplente. Seguindo ela fala sobre a tesouraria e balanço financeiro do COMTUR, onde foi investida a verba de 2018, sendo: R$ 9.984,00 (Nove mil novecentos e oitenta e quatro reais) na verba para divulgação no portal e abrangência, R$ 9.892,00 (Nove mil oitocentos e noventa e dois reais) na feira AVIRRP, R$ 21.592,00 (Vinte e um mil quinhentos e noventa e dois reais), na participação da feira Adventure Sports Fair, R$ 4.000,00 (Quatro mil reais) no encontro de Musicas e artes do conservatório, R$ 3.000,00 (Três mil reais) Socorro Off Road, R$ 3.000,00 (Três mil reais) no Hard Enduro R$ 15.000,00 (Quinze ml reais) destinado ao projeto de sustentabilidade, R$2.500,00 (Dois mil e quinhentos reais) em custos extras na Adventure Sports Fair, R$ 150.000,00 (Cento e cinquenta mil reais) para o Luzes de Natal. Ainda está em andamento R$ 21.000,00 (Vinte e um mil reais) que será aplicado em marketing digital, R$ 7.0000,00 (Sete mil reais) no Press trips de jornalistas luzes de natal e R$ 10.000,00 para fotos e mini vídeos gerando conteúdo para a empresa de marketing digital. Dando continuidade Eduardo toma a palavra e fala sobre a reunião de planejamento das verbas do DADE para o ano de 2019, que aconteceu no dia 06 e 07 de novembro para discutir quais projetos dar andamento, com isso foi decidido dar sequência aos investimentos do recinto que já foram iniciados para torná-lo em um parque de lazer turístico, fazer um píer, estruturar uma trilha, paisagismo, e também montar espaços para café, restaurante e um centro de atendimento turístico com vendas de atividades no próprio local e na cidade, outro projeto foi sobre a continuidade da revitalização central nas ruas José Maria de Azevedo e Souza, Marechal Deodoro e José Bonifácio. Dando andamento as propostas do DADE, também foi discutido sobre futuramente fazer um parque linear pegando desde o Posto do Cowboy até o hotel Vergani, a ideia é aproveitar esta área para fazer uma trilha. Após o detalhamento das propostas é colocado em votação e após algumas discussões é aprovado por unanimidade dos conselheiros de que a verba do DADE em 2019 será destinada ao recinto a continuidade do projeto no recinto e as revitalizações das ruas centrais. Nesta reunião também foi discutido sobre a comunicação visual das lojas do centro da cidade, se as ruas forem readequadas a ideia também e propor mudanças para que a câmara faça adequações na lei do código de posturas, padronizando as faixadas dos comércios para que fique esteticamente mais bonito. Eduardo diz que ainda não temos o valor exato para o ano que vem, mas acreditamos que será em torno de R$3.000.000,00 (três milhões de reais). Dando continuidade Eduardo diz que devemos encaminhar uma carta para a SABESP, falando sobre o esgoto que sai no rio, do loteamento Bruna Maria, pedindo para que se tome providências necessárias. Acácio sugere enviar uma via aos deputados para que o pedido seja reforçado. Eduardo acha melhor darmos o primeiro passo através da carta para a SABESP, e se não obtivermos resposta será enviada uma outra carta para os deputados também para reforçar a solicitação. Dando sequencia Eduardo comenta que durante a reunião com o Prefeito foi sugerido o fechamento da Rua 13 ao final do sábado e até a tarde do domingo, permitindo os restaurantes, bares, sorveterias colocarem mesas na rua e tornar um espaço para caminhada e passeio da população. Neste assunto, Tiago secretario de cultura faz uma observação, ele acha que se esse evento fosse feito em julho daria mais certo. Ligia pergunta se já temos uma data prevista para que isso comece, então Eduardo diz que podemos começar esse trabalho em dezembro. Ligia toma a palavra e questiona quem vai pagar os músicos para tocar nesses dias e Eduardo fala que não vamos ter uma verba para isso, mas eles podem apresentar seus trabalhos e se os restaurantes optarem para pagar algum musico tudo bem. A ideia é disponibilizar espaço para a população e não trazer gastos para prefeitura. Deise toma a palavra e fala que devemos conversar com os lojistas para ver se eles estão de acordo, então ficou para ACE fazer esse trabalho com a expectativa de movimentar mais os comércios. Para encerrar este assunto ficou-se de analisar a viabilidade de se fazer esta ação, já que a mesma deverá ser mobilizado por vários setores da Prefeitura como, por exemplo, o transito. Dando continuidade à pauta é falado sobre os núcleos, onde só Mauricio representante de hospedagem estava presente e disse que a próxima reunião vai acontecer no dia 21 de novembro na pousada Recanto dos Manacás. Na comissão de marketing, Deise dá a devolutiva sobre a participação de Socorro. Ela comenta que este ano foi bem positivo, foi possível fazer camisetas para as pessoas que trabalharam todos os dias, tivemos mais de 500 mailings captados em 3 dias, o nosso estande ficou em uma ótima localização em uma esquina ao lado do arvorismo que sempre atrai muitas pessoas, uma linda decoração,  tivemos o estande movimentado a toda hora, com vários sorteios, brindes, degustação das cachaças e licores do alambique pioneira, degustação de doces do Sabores do Currupira e o café 7 senhoras, na sexta-feira tivemos uma palestra com Peter Kronstrom que é o Diretor do Copenhagen Institute for Futures Studies Latin America, ele falou de sua experiência em sua vinda em Socorro no ano de 2017, no final da tarde o estande foi tomado pelo Projeto de Musicalização Bardo Mochileiro, conduzido por Vitor Souza e um solo de Charles Gonçalves. No sábado também teve programação com a palestra de Ricardo Bottura, ele falou dos benefícios da prática de atividades outdoor e no final da tarde teve som ao vivo e o happy hour com produtos da Ecobier. Este ano tivemos a presença de vários empresários no evento como: o Camping Valle das Águas, Pedra da Bela Vista, Hostel Socorro, Rede dos Sonhos, Próximaventura Rafting, Chalés Santa Catarina, Circuito Outlet e Feira de Malhas. Um ponto negativo deste ano foi a falta de pessoas para trabalhar no estande, fixos estavam, Deise Priscila e Acácio, não demos conta de atender a todos então se ano que vem a gente participar novamente precisamos da colaboração dos empresários para mandar essas pessoas ou contratar pessoas para auxiliar no atendimento. Diante do exposto o Presidente toma a palavra e fala que os cadastros devem ser bem utilizados para que nossa participação não seja “em vão” e que não é fácil a participação dos empresários na feira, o melhor a fazer é que cada empresa pague uma pessoa ou aumentar o valor da feira para que essas pessoas sejam pagas, portanto é preciso que se discuta na comissão de marketing o quanto realmente gastaremos para arcar com todas estas despesas. Eduardo também fala que para ano que vem temos que agendar uma reunião para falarmos sobre os eventos e que devemos focar em eventos para que os setores de gastronomia e hospedagem possam participar de uma forma mais efetiva. Dando sequencia Marcos toma a palavra e a pedido da, Eli Presidente da Santa Casa, traz ao Conselho novamente a pauta sobre a viabilidade de se criar uma taxa de turismo para minimizar os problemas financeiros da entidade. Na ocasião, Marcos apresentou uma cidade que tem essa prática e a discussão foi a dificuldade em tem o controle de um sistema que monitore essa arrecadação. Ligia fala que devemos nos organizar melhor para coletar mais dinheiro e ajudar a arrecadação da Santa Casa. Continuando Deise fala sobre Eliza que pediu seu desligamento no COMTUR por não estar mais prestando serviços ao turismo, por tanto precisamos de pessoas para ocupar o espaço dela como secretaria no COMTUR. Em seguida Ligia Toma a palavra e fala sobre a comissão de Meio ambiente, que irão organizar um fórum de Sustentabilidade, no dia 05 de dezembro, no auditório da Prefeitura com inicio, as 9h00 até as 17h00, vamos ter varias atividades, apresentação do diagnóstico, da mascote, palestras, dinâmicas, entre outras apresentações. Para que esse fórum aconteça precisamos de uma verba para o plano de comunicação, profissionais que saiba fazer este projeto de sustentabilidade. Então é pré aprovada uma verba de até R$15.000,00 para a realização do evento. Mauricio fala que temos que ter mais tempo afim de engajar a população para que esse projeto realmente aconteça. Deise fala que estamos em cima da hora, que devemos fazer um plano de comunicação para que a população saiba o que será feito em 2029. Seguindo a Pauta Eduardo pede uma posição do Luzes de natal e Marcos, fala que vai ter uma reunião na quarta-feira junto com o União e Shimoda, para falar sobre a iluminação em frente o mercado. Tiago fala que para fazer a iluminação na rua Rebouças e na Estação fica um custo baixo, mas se os dois mercados não derem um apoio não será iluminado. Do restante o que está faltando é verba para comprar iluminação, então Deise da a ideia de fazermos cotas de R$500,00 (Quinhentos reais) R$1.000,00 (Mil reais) R$2.000,00 (dois mil reais) e R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para os empresários de turismo e da a sugestão de que o Presidente da ASTUR envie uma mensagem nos grupos de whatsapp falando sobre a colaboração de forma emergencial e depois a administrativa da ASTUR, Priscila, faça a ligação para os mesmos e a ACE faz a mesma ação com os empresários do comércio. Eduardo diz que ano que vem devemos pensar de uma maneira diferente e fazer um planejamento. Tiago fala sobre a programação do Luzes de Natal, que teremos um palco pequeno no dia 01 na praça com varias atrações e fala que no dia 29 este palco volta para o réveillon. Seguindo Eduardo fala sobre o restante da verba do COMTUR que ainda temos o valor de R$ 43.000,00 (quarenta e três mil reais). Por tanto será destinado R$ 28.000,00 (vinte e oito mil reais) para o luzes de natal e R$ 15.000,00 (quinze mil reais) para o evento de sustentabilidade. É colocado em votação e aprovado por unanimidade. Após esta pauta é dada a palavra livre, Acácio toma a palavra e fala sobre o aplicativo do taxi onde temos que utiliza-los para fazer essa movimentação, com esse aplicativo os valores da tabela de preços do taxi são respeitados. Após esta fala e mais nada a tratar o Presidente toma a palavra e dá por encerrada a reunião ordinária do mês de Novembro e eu Priscila Vaz redijo e assino a presente ata juntamente ao presidente Luiz Eduardo Bovi.

 

 

 

 

Compartilhe:

Voltar