ATA 33

Ata 33 – COMUC – Às vinte horas e dez minutos do dia 19 de março de 2013, o Conselho Municipal de Cultura (COMUC) reuniu-se em sessão ordinária, na Sala dos Conselhos, á Avenida José Maria de Faria, 71. Elsa Domingues de Farias, presidente deste conselho, abriu a reunião solicitando que a Primeira Secretária, Beatriz Minozzi Fischer, fizesse a leitura da ata do dia 19 de fevereiro de 2013, a qual foi aprovada por unanimidade. Na sequencia, Beatriz Minozzi Fischer, primeira secretária do COMUC, leu o ofício enviado por Maria Silvia Baladi solicitando a alteração do suplente do núcleo da dança, indicando no lugar de Roger Crivelline, Viviane Gonçalez Artioli de Moraes. A diretoria e as representatividades acataram a solicitação. Depois, foi apresentada Juliana Fatichi, que a partir dessa reunião vai passar a apoiar o núcleo do teatro. Como tínhamos algumas pessoas novas na reunião, Elsa Domingues de Farias solicitou que todos se apresentassem para os membros do Conselho. A presidente explicou para todos quais são as representatividades do Conselho e a importância de fortalecer o grupo dentro de cada seguimento. Jonas Cantor, membro do núcleo de música, solicitou apoio para que seu programa na rádio possa ser realizado ao vivo. Maria Lúcia Fagundes disse que vai conversar com o núcleo de artesanato para ver a possibilidade de realizar o programa ao vivo no Espaço do Artesanato. Tiago Faria, Chefe de Divisão de Cultura, informou que está em contato com Guilherme Salles Campos, designer, para elaborar um projeto de ampliação de capacidade de armazenamento de livros para a biblioteca municipal ainda para esse ano. A diretoria do COMUC sugeriu para Tiago Faria que a prefeitura assinasse revistas e jornais para a biblioteca municipal. Beatriz Minozzi Fischer informou que foi enviado ao Prefeito André Bozola o ofício de solicitação de recursos para a realização do Sarau da Mulher e que serão enviados ofícios solicitando a Concessão de Comodato da Sala Maestro José Pedro, no Centro Cultural para a corporação Musical Santa Cecília, e um solicitando equipamentos como mesa, ventilador e arquivo para a Sala dos Conselhos. A presidente do COMUC informou que a Diretoria do Conselho reuniu-se com o Presidente do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR), José Fernandes, para obter informações de como criar um Fundo para o Conselho. Nessa reunião, José Fernandes explicou os caminhos utilizados pelo COMTUR e sugeriu ao COMUC seguir o modelo do fundo do conselho presidido por ele. Passando para a segunda parte da reunião, entre as urgências estava analisar o folder com o texto, contudo, André Martins da ASM Impressões, não compareceu na reunião. Ficou decidido então que a diretoria irá entrar em contato com ele para trazer na próxima reunião o boneco do folder concluído. Tiago Faria disse que vai fazer um mapeamento cultural com todos os artistas de Socorro. Esse mapeamento será utilizado para a confecção de um Guia Cultural que terá nome e contato de todos os nossos artistas. Tiago também disse que pretende montar uma agenda cultural mensal, sendo confeccionados cartazes e folders e publicado no jornal impresso e nas redes sociais todas as manifestações culturais que forem acontecer em Socorro. Ulysses de Farias sugeriu que fossem colocados displays fixos em pontos estratégicos da cidade para colocar cartazes culturais. Tiago Faria falou sobre o Festival Cultural, informando que as datas de apresentações serão de 15 à 28 de julho e que pretende colocar exposições, oficinas e apresentações na Praça da Matriz e no Centro Cultural. Pretende também fazer uma praça de alimentação coberta na Praça do Fórum, onde seriam servidos caldos e massas feitos pelos membros do Turismo Rural. Para montar a programação de shows do Festival Cultural, Tiago informou que a prefeitura irá buscar atrações com a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e no Conservatório de Tatuí. Também disse querer realizar um Festival de Música de Raiz dentro do Festival Cultural e dar ênfase para a contratação de músicos locais para as demais apresentações. Tiago Faria disse que em abril vai à Assembleia Legislativa conversar com um Deputado para ter auxílio na contratação de artistas renomados nacionalmente. O Chefe de Divisão de Cultura solicitou que os artistas de Socorro enviem para ele uma proposta de exposição, oficina ou apresentação, o quanto antes para entrar na programação do Festival Cultural. Ulysses Farias sugeriu que fosse criado um painel com as datas de eventos no Centro Cultural, para não coincidirem eventos, mesmo que sejam realizados em locais diferentes. Juliana Fatichi informou que fará uma apresentação teatral chamada “Já passou por isso?” no Centro Cultural nos dias 13 e 14 de abril, às 20h. Tiago Faria informou que nos dias 23 e 24 de março estará em cartaz no Centro Cultural, às 20h30, a peça “A Donzela Guerreira”. João Gabriel T. Giacometti, presidente do COMDEMA, enfatizou que acha melhor o Meio Ambiente ser representado pelas Associações Ambientalistas e não pelo Conselho, pois acredita que a participação e atuação seja mais efetiva. Contudo, ele se comprometeu em expor essa questão para os membros do seu conselho, que se reúnem na próxima segunda-feira, dia 25 de março, e nos trará um retorno na próxima reunião do COMUC. Clayton de Souza disse que a Divisão de Cultura precisa fazer um recadastramento urgente dos artistas de Socorro e Maria Tereza Ferraz do Carmo disse que vai ajudar na divulgação do recadastramento publicando essa informação no jornal “O Município”. Maria Lúcia Fagundes parabenizou a todos os realizadores do Sarau da Mulher e enfatizou a participação do Tiago Faria, que foi muito além de suas funções como Chefe de Divisão de Cultura. Foi informado que a inauguração do Museu será dia 17 de maio e que está sendo feito um projeto para inscrição em edital referente à Revolução de 1932, na qual Socorro teve grande participação. Ângelo Rafael Borim, do núcleo do Coral Municipal, informou que o coral está com a subvenção municipal indefinida e que por isso ainda não foi possível começar as atividades do coral este ano. Franks Félix do Prado, Diretor do Departamento da Assistência Social, perguntou para os membros do Conselho se havia algum representante do Prefeito no COMUC. Foi informado que o representante era o Chefe de Divisão de Cultura e o suplente o Diretor do Departamento de Turismo e Cultura, mas foi dada a sugestão de que se o Prefeito André Bozola quiser um membro mais próximo a ele no Conselho, é só nos enviar um ofício com a solicitação que o COMUC irá analisar e responder prontamente. Franks Félix do Prado informou que a Comissão Paulista de Folclore quer vir à Socorro para referendar os Mestres da Cultura Tradicional, como a Congada, Catira, Doceira, e solicitou que fosse feito um levantamento destes artistas para que possam receber o título. Rafael Pompeu, Diretor do Departamento de Comunicação Social, disse que no seu departamento foi realizada a reformulação do site da prefeitura e que o Conselho já pode encaminhar as Atas para postar no site. Rafael disse também que precisa do auxilio da Divisão de Cultura para atualizar a agenda cultural no site e para realizar um mapeamento dos eventos dos bairros, o que é muito forte em Socorro. O Diretor de Comunicação Social informou que a Prefeitura pretende criar uma TV Pública e frisou a importância de um intercâmbio cultural com outras cidades, para levar nossos artistas. Ficou combinado que o núcleo de música vai fazer uma reunião para discutir sobre um preço mínimo a ser cobrado em barzinhos e hotéis. Tiago Faria anunciou que em breve o Centro Cultural ficará aberto até às 22h para poder ter oficinas, aulas de dança e teatro em mais horários. Ulysses Farias sugeriu a criação de um catálogo de artistas do audiovisual, homenageando o Peretto. Rosangela Politano parabenizou Maria Lúcia Fagundes pela comemoração de um ano do Espaço do Artesanato e disse que a prefeitura deu espaço para colocar banner de divulgação do trabalho do artista no Palácio das Águias e no CRAS, e contou que essa divulgação está sendo boa para o seu trabalho. Tiago Faria disse que, além disso, os artistas plásticos podem colocar seus quadros em todos os departamentos da prefeitura, podendo ser realizado um rodízio de quadros, para divulgar todos os artistas. Assim, foi dada por encerrada a reunião.

Compartilhe:

Voltar