Descarte ilegal de lixo na Aparecidinha prejudica meio ambiente e dificulta trabalho de funcionários da coleta

Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável conta com a colaboração de munícipes para identificar o responsável


Lixo polui a natureza em barranco no bairro da Aparecidinha

Uma prática ilegal e bastante prejudicial à natureza e ao meio ambiente foi descoberta há alguns dias por fiscais da Prefeitura de Socorro: um trecho de mata na extensão da Rua Padre Silvio Volpiceli, na Aparecidinha, está sendo alvo de descarte irregular de lixo, em grande parte de materiais recicláveis.

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável notificou o proprietário do terreno, que se eximiu de culpa pelo ato e, orientado, cercou a propriedade, onde foi afixada placa informativa sobre a proibição de descarte de lixo no local, conforme previsto pela Lei Municipal nº 2808/1997.

A Prefeitura, agora, conta com a ajuda dos munícipes para identificar o responsável por degradar a natureza e poluir o meio ambiente. O local é de difícil acesso para funcionários e máquinas da coleta de lixo. A denúncia pode ser feita de forma anônima ligando para o telefone (19) 3855-9617.

Atirar qualquer tipo de lixo em barrancos ou encostas é uma prática passível de punição, quando identificado o autor da infração, conforme artigo 2º da Lei Municipal nº 2808/1997. Atualmente, a multa é de R$ 5.292,21. Em caso de reincidência, o valor é dobrado.

Vale ressaltar, ainda, que o pagamento da multa não livra o infrator de processo criminal, de acordo com o delito cometido, frente à ordem penal vigente.

Compartilhe:

Voltar