Compartilhe:

O Jornalista e escritor Guilherme Fiuza visitou a Biblioteca Municipal de Socorro na manhã de quarta-feira, 15, cumprindo mais uma etapa do Programa Viagem Literária, projeto desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo. Socorro é uma das cidades contempladas através de parceria com a Secretaria Municipal de Cultura.

Ao longo do bate-papo, Fiuza ressaltou a importância da leitura para a sociedade, destacando o cenário atual, no qual os programas culturais estão cada vez mais presentes no interior. Também pontuou a importância de jornalistas e escritores participarem de trabalhos sociais, através de programas como a Viagem Literária, por exemplo. O escritor falou da sua obra mais recente, “Não é a mamãe: para entender a Era Dilma”, conjunto de cem crônicas reunidas em forma de livro, e também comentou a produção de “3.000 dias no bunker”, que trata dos bastidores do Plano Real.

O assunto mais desenvolvido durante a visita foi o cenário político atual. O encontro durou aproximadamente duas horas e contou com a participação do público, que interagiu por meio de perguntas. Ao final do bate-papo, Guilherme cogitou a possibilidade de voltar a Socorro em breve para falar mais do jornalismo e da literatura, sobretudo de algumas obras como “Meu nome não é Johnny” (2007), um dos seus maiores sucessos e que lhe rendeu o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro na categoria Melhor Roteiro Adaptado, em 2008.

Formado em jornalismo, Guilherme Fiuza sempre escreveu sobre política, a área que mais lhe chamou a atenção devido à importância, segundo ele. Mantém uma coluna na revista Época e é articulista do jornal O Globo.

Voltar

Turismo Socorro

Circuito das Águas Paulista

Aprecesp - Turismo Paulista

Governo do Estado de São Paulo

Governo Federal do Brasil

IBGE

Cidades Digitais

BNDES