Festas juninas em duas unidades de educação terão vacinação contra Influenza

Iniciativa visa a aumentar percentual de pessoas imunizadas; campanha nacional foi prorrogada até 15 de junho


Creche Betânia receberá equipe de saúde durante festa junina

O Grupo de Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Socorro, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde, decidiu disponibilizar vacinas contra os vírus Influenza em duas festas juninas realizadas em escolas municipais – Betânia e Vila Palmira. A iniciativa visa a aumentar o percentual de pessoas imunizadas, principalmente o grupo de crianças com idade entre 6 meses e 5 anos – menos de 40% do total esperado para este grupo tomaram a vacina até o momento.

As festas serão abertas para o público e além de crianças também podem ser vacinados integrantes dos demais grupos prioritários: gestantes, puérperas, idosos, profissionais de saúde e professores. O evento na Creche Municipal Betânia acontece na sexta-feira, dia 8, a partir das 17h30. A unidade fica à Rua Coronel Euclides Figueiredo, 216, Vila Nova. Já a festa na Escola da Vila Palmira ocorre no sábado (9), a partir das 16h – Rua Lívio Beneduzzi, 23.

Até dia 4 de junho, 7.020 pessoas haviam sido vacinadas em Socorro, quantia correspondente a pouco mais de 75% do total da população pertencente aos grupos prioritários. A meta da Secretaria de Saúde é alcançar 90%, ou seja, pouco mais de 9 mil pessoas. A vacina permanece disponível em oito postos de saúde: Centro de Saúde II, Jardim Araújo, Aparecidinha, São Bento, Vila Palmira, Oratório, Santa Cruz e Salto, de segunda a sexta, das 8h às 16h.

Ministério da Saúde prorroga campanha nacional

Em razão da quantidade inferior de pessoas vacinadas em relação ao esperado, o Ministério da Saúde anunciou a prorrogação da campanha nacional de vacinação contra Influenza até dia 15 de junho, em todo o país. A vacina é o método mais eficaz para prevenção contra os diversos tipos vírus.

“É muito importante que as pessoas dos grupos prioritários procurem os postos de saúde. Essa vacina garante proteção contra a forma mais grave da doença”, afirma o secretário de Saúde, Ricardo Lopes.

Ao final da campanha, caso haja estoque de vacina no município, a imunização poderá ser ampliada para crianças de 5 a 9 anos e adultos de 50 a 59 anos de idade, os quais inicialmente não compõem a lista de grupos prioritários.

Compartilhe:

Voltar