Guarda Municipal de Socorro completa 33 anos

Corporação iniciou atividades em 1º de março de 1985


Efetivo da Guarda Civil Municipal

A Guarda Civil Municipal de Socorro completou 33 anos neste 1º de março de 2018. Instituída pela Lei Municipal nº 1.862, em 26 de dezembro de 1984, a corporação teve sua atuação regulamentada no mesmo ano, pelo Decreto nº 1.337, mas iniciou de fato suas atividades pouco mais de dois meses depois, em 1º de março de 1985, na gestão do então prefeito José Valdir Bortolasso.

À época, o surgimento de uma Guarda Municipal deveu-se ao crescimento populacional de Socorro, com o qual também cresceu a demanda por oferecer mais segurança aos seus habitantes. De início, o efetivo da GCM era de 15 homens. Nove anos mais tarde, em agosto de 1994, foi criada a divisão feminina, então com nove mulheres integrando a corporação.

Hoje, a Guarda Civil Municipal atua em diversos segmentos, como policiamento preventivo, ostensivo e patrimonial, ronda escolar, atendimento a emergências e transporte de pacientes com ambulância própria, patrulhamento rural, segurança em eventos públicos e apoio ao Serviço de Trânsito, além de ter profissionais à disposição de outros órgãos, como Delegacia e Fórum.

Nos últimos anos, a Guarda Municipal tem sido reestruturada para melhor atender a população, sendo um dos serviços mais bem avaliados da Prefeitura. Desde 2014, a corporação possui corregedoria e ouvidoria próprias, previstas na Lei Complementar nº 216/2014.

Em 33 anos de história, a Guarda Civil Municipal teve apenas seis comandantes diferentes: o primeiro foi Osvaldo Cruz Buzato, sucedido por Dimas Caliman, José Orlando Mucciacito, Sérgio Gomes, Marcos Roberto de Oliveira Preto e Cristóvão Lúcio Mendes, que atualmente comanda a GCM, subordinada à Secretaria de Segurança e Defesa do Cidadão.

Compartilhe:

Voltar