Compartilhe:

Instituto Acqua Brasil realizou consultoria ambiental em Socorro

Encontro de diretores para debater a Avaliação Ambiental IntegradaSecretários e diretores municipais participaram durante a tarde de terça-feira (14) de uma reunião especial realizada no auditório do Centro Administrativo Municipal “Prof. Imir Baladi”. O encontro deu início à operação acordada entre o Executivo socorrense e o Instituto Acqua Brasil para a realização de uma Avaliação Ambiental Integrada do município.

A Avaliação Ambiental Integrada é um procedimento interdisciplinar e social para a identificação, análise e avaliação dos processos naturais e humanos e a relação de ambos com o atual estado da qualidade do meio ambiente, de modo a definir políticas e estratégias necessárias para a preservação ambiental.

A proposta de se fazer a Avaliação Ambiental Integrada em Socorro surgiu em virtude da necessidade do alinhamento dos planos municipais de saneamento e resíduos sólidos, e por se tratar de um destino com potencial turístico, avaliado como um dos 19 municípios paulistas considerados estâncias hidrominerais, definidos por Lei Estadual.

O Instituto Acqua Brasil é uma organização da sociedade civil de interesse público sem fins lucrativos, e tem por objetivo desenvolver projetos sociais nas áreas de educação, saúde e meio-ambiente que colaborem de forma integrada com a preservação dos recursos hídricos. O Instituto já participou de eventos realizados em Socorro, como a celebração pelo Dia Mundial da Água.

Para a realização da Avaliação Ambiental, foi montada uma equipe composta por engenheiros civis, arquitetos, urbanistas e advogados, os quais levaram em consideração aspectos como a legislação ambiental municipal, programas e projetos ambientais, eventos de educação ambiental etc. Em posse dessas informações, foram feitas considerações e apresentadas as propostas para cada setor da municipalidade.

Voltar

Turismo Socorro

Circuito das Águas Paulista

Aprecesp - Turismo Paulista

Governo do Estado de São Paulo

Governo Federal do Brasil

IBGE

Cidades Digitais

BNDES