Reunião em São Paulo define uso de sistema de monitoramento por câmeras na cidade

Servidores municipais conheceram a plataforma Detecta durante encontro na Secretaria de Segurança Pública


Servidores municipais se reuniram com membros da Secretaria
Estadual de Segurança, coordenadores e técnicos do CPD e Prodesp

O secretário municipal de Segurança e Defesa do Cidadão, Willhams de Morais, e o técnico em informática e manutenção de redes, Felipe Andreucci, participaram de uma reunião na sede da Secretaria Estadual de Segurança Pública, em São Paulo, no dia 25 de julho, na qual tiveram o primeiro contato com o sistema Detecta.

A ferramenta integra informações de bancos de dados de diferentes órgãos e as correlaciona a imagens em tempo real de locais, pessoas e veículos, o que permite celeridade nas ações policiais e maior eficiência na tomada de decisão. Inicialmente, serão instalados captadores de imagens em sete pontos da cidade, ainda em estudo.

“A utilização do Detecta vem para melhorar o atendimento prestado à população, elevando substancialmente o potencial de ação das autoridades policiais de Socorro. A municipalidade tem buscado redirecionar o foco da Guarda Civil Municipal para a contenção de delitos”, afirma o secretário Willhams.

A instalação dos equipamentos será realizada após formalização do convênio entre a prefeitura e o Governo do Estado de São Paulo. As imagens captadas serão acompanhadas pelo Núcleo de Inteligência e Estratégia da GCM em uma Central de Monitoramento interligada pela rede de fibra ótica.

“O Detecta utiliza o sistema Intragov, que basicamente consiste em uma estrutura de comunicação que abrange todo o estado de São Paulo com objetivo de integrar e compartilhar dados de diferentes órgãos públicos, e cujo acesso é restrito”, explica o técnico Felipe.

Através das imagens e informações do Detecta, o trabalho da central de monitoramento visa a garantir maior agilidade e eficiência nas ações coordenadas entre as autoridades policiais, seja em situações repentinas ou atividades investigativas.

“A adesão a essa plataforma vai de encontro a dois compromissos que firmamos com os socorrenses: aperfeiçoar a troca de informações entre GCM e polícias Militar e Civil, e implantar uma Central de Monitoramento com o uso da estrutura do Cidades Digitais”, ressalta o prefeito André Bozola.

Compartilhe:

Voltar