Secretaria de Educação promove projeto de educação nutricional com o tema “Falando sobre Alimentação infantil”

A Secretaria Municipal de Educação, realizará projeto desenvolvido para todas as creches municipais, no mês de abril e maio.

O projeto com finalidade de conscientizar os pais e responsáveis, das diversas maneiras de incentivar hábitos alimentares mais saudáveis na rotina da criança. Tendo em vista que a escola é um dos melhores locais para a promoção da educação nutricional, principalmente onde a maior parte das crianças permanece em período integral.

As nutricionistas Roberta Zucato Fundelo Zanesco e Rosângela Guimarães de Moraes Pereira deram dicas de como incentivar a criança a deixar a mamadeira e fazer a transição para o copo, e também abordaram o assunto sobre a importância da rotina alimentar, criando horários específicos para as refeições, bem como de fazer as refeições sentados à mesa, dentre outros assuntos.

Um dos principais problemas envolvendo a nutrição e a alimentação decorrem do excesso ou da carência de determinados nutrientes. Este equilíbrio entre os nutrientes, sem exagerar ou suprimir, é importante em qualquer idade, mas é ainda mais fundamental neste período de crescimento, porque a criança apresenta um metabolismo muito mais intenso e está ainda em formação física e intelectual.

Nessa idade, as modificações no comportamento alimentar são necessárias para prevenir doenças relacionadas à alimentação e promover a saúde do indivíduo. “É na infância que ocorre a formação dos hábitos alimentares, por isso é preciso entender os fatores determinantes, para que seja possível propor processos educativos efetivos para a mudança do padrão alimentar da criança, para que os hábitos alimentares saudáveis permaneçam ao longo da vida”, destacaram as nutricionistas envolvidas no projeto.

“Forçar as crianças a comerem verduras, legumes e frutas, não é uma boa estratégia. Desta forma, o efeito pode ser negativo. A criança pode se recusar e reagir quando os alimentos são apresentados. É essencial um processo ativo, lúdico e interativo, onde educar consiste em ensinar e treinar, motivando a troca entre o aluno e o educador, com palavras de fácil compreensão, aliada a um ambiente favorável ao aprendizado”, ressaltam as nutricionistas.

Compartilhe:

Voltar