Socorro AgroShow movimenta quase R$ 1 milhão em negócios e supera as expectativas

Evento teve organização elogiada e não enfrentou grandes adversidades na primeira edição do novo formato


Palestras para agricultores compuseram a programação do evento

Após nove dias de evento, chegou ao fim no domingo, 02 de julho, com o desfile dos cavaleiros, a Socorro AgroShow 2017, que teve palestras, exposições, praças de alimentação, competições e muitos shows. Para os organizadores, a festa foi um sucesso, principalmente por se tratar da primeira edição neste novo formato implantado este ano.

De acordo com o vice-presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (COMDER), Alfred Erbert, a feira de negócios tal como aconteceu durante a AgroShow é pensada desde 2012, e foi projetada ao longo dos anos junto à administração municipal do prefeito André Bozola, presidente da festa.

“Os resultados obtidos com a feira superaram nossas expectativas. Nosso objetivo, na realização do evento, é promover este importante pilar de nossa economia, que é o agronegócio. Além disso, proporcionamos um grande atrativo turístico, que movimenta este outro importante segmento, gerador de emprego e renda em nosso município”, comentou o prefeito André Bozola.

O evento contou com uma série de palestras entre segunda (26) e quinta (29), voltadas a produtores rurais, apresentando assuntos como agroecologia, previdência rural, fluxo de caixa e crédito rural. Até mesmo pessoas de outras cidades, como Serra Negra e Bueno Brandão, compareceram para acompanhar.

Desde as primeiras horas da tarde até noite adentro, 24 estandes ficaram abertos para negócios do campo, oferecendo produtos e serviços: tratores, implementos agrícolas, máquinas e ferramentas, material de piscicultura, seguros, projetos técnicos e crédito rural, dentre outros.

Entidades como Sindicato Rural, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e Associação Comercial e Empresarial também tiveram seus espaços.

As negociações movimentaram R$ 850 mil durante o evento, conforme levantamento realizado pelo Departamento Municipal de Desenvolvimento Rural, um dos organizadores da AgroShow, sem contar o consumo nas praças de alimentação.

Associações rurais de Socorro puderam expor suas produções, dentre as quais constavam queijos e derivados, verduras, doces, cafés, morango e muito mais. Para a vice-presidente da Associação dos Produtores Rurais do Bairro da Chave e Região, Doraci Lopes, “o resultado da feira foi positivo, pois foi possível demonstrar e comercializar os produtos locais aos turistas”, conta.

Outras associações de produtores que participaram da AgroShow foram dos bairros Jaboticabal, Cubas e Pereiras.

“A feira foi de grande importância na divulgação de marcas, serviços e apresentações de novas tecnologias do campo, mas principalmente para divulgar os produtos da Agricultura Familiar de nossa cidade. Plantamos uma semente e a meta é prosseguir para atingir resultados cada vez melhores”, ressalta o diretor de Desenvolvimento Rural, Paulo Lorensini.

Um dos destaques da exposição foi a horta dos alunos do Centro Municipal de Educação Integral (CMEI) “Prof.ª Tarsila Picarelli Marcolino”. Iniciado há anos, o projeto tem ganhado corpo com o interesse de alunos e professores, e cultiva alimentos como alface, espinafre, almeirão e pimentão. Cada sala de aula tem seu próprio canteiro, e as crianças são responsáveis por todo o processo.

Durante visita ao evento, o coordenador da CATI – Coordenadoria de Assistência Técnica Integral –, João Brunelli Neto, ficou impressionado com a organização das exposições, e projetou expandir, especialmente, a iniciativa da horta nas escolas. Vale ressaltar que a CATI é um órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

A participação de alunos da Rede Municipal de Educação não se resumiu apenas à horta. Nos dias de palestras, mais de 280 estudantes de quatro escolas se revezaram em apresentações culturais relacionadas à vida no campo e às tradições da festa junina.

“De um modo geral, estamos satisfeitos com esta primeira edição. Agregou-nos experiência para as edições futuras, e é uma iniciativa que tem que continuar”, ratificou o vice-presidente do COMDER, Alfred Erbert.

A organização da feira de exposições foi encabeçada pelo Departamento Municipal de Desenvolvimento Rural, Casa da Agricultura de Socorro, Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural e agência Brasil Rural.

A Secretaria Municipal de Cidadania arrecadou quase 4 toneladas de alimentos ao longo do evento. Muitos, porém, estavam vencidos ou violados, o que reduziu a arrecadação útil para pouco mais de 3 toneladas.

Alto efetivo de segurança mantem ordem durante o evento

O planejamento de operações conjuntas entre a Secretaria Municipal de Segurança e Defesa do Cidadão, polícias Militar e Civil e Polícia Rodoviária resultou em um evento sem grandes ocorrências. “A GCM realizou a segurança interna, coordenou o trânsito e a Defesa Civil”, comenta o secretário de Segurança, Willhams de Morais.

Também disponibilizou uma Equipe de Intervenção Motorizada, composta de duas motos e uma viatura da ROMU, caso fosse necessário agir em ocorrências externas. Do lado de fora do evento, o policiamento ficou a cargo da Polícia Militar, com diversas viaturas e uma base montada em uma das portarias.

Já a Polícia Civil também disponibilizou uma base móvel para atendimento ao público, como na elaboração de boletins de ocorrência.

Na rodovia SP-008, que dava acesso às portarias, a Polícia Rodoviária realizou centenas de testes do bafômetro em motoristas, a fim de garantir a segurança da via e dos frequentadores do evento.

Do lado de dentro, as portarias e os espaços das exposições e shows foram monitorados através de câmeras, cujo acompanhamento aconteceu em tempo real em um posto da Guarda Municipal montado no próprio evento. A GCM também utilizou a base móvel, posicionada próxima à entrada da arena, preservando a ordem e o patrimônio público.

A ambulância da corporação ficou disponível para atendimento ao público quando solicitada pela equipe do posto médico. Nas ocasiões necessárias, transportou pessoas até o hospital.

Toda a sinalização da parte externa do evento, no acesso ao Centro de Exposições, assim como o suporte à tratorada e ao desfile de cavaleiros, foi executada pela GCM e Departamento de Trânsito. Não houve registro de incidentes.

Documentos e pertences encontrados durante o evento foram entregues à base da Guarda Municipal, montada no local, e encontram-se na sede da corporação, ao lado do Centro Administrativo Municipal.

Compartilhe:

Voltar