Compartilhe:

“Dispõe sobre autorização para Permissão de Uso a título precário e por tempo indeterminado de próprio municipal que especifica e dá outras providências.”

MARISA DE SOUZA PINTO FONTANA, PREFEITA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA DE SOCORRO, ESTADO DE SÃO PAULO, USANDO DE SUAS ATRIBUIÇÕES LEGAIS,

FAZ SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL APROVOU E ELA SANCIONA E PROMULGA A SEGUINTE LEI:

Art. 1º – Fica autorizado o Executivo Municipal a permitir o uso, a título precário, por tempo indeterminado, de um prédio desativado onde funcionou a Escola Municipal do Bairro do Serrote, pertencente ao patrimônio municipal, para uso das instalações da ACAS – Associação dos Produtores de Café de Socorro, entidade civil sem fins lucrativos, a qual tem por objetivo incentivar a cafeicultura de qualidade, a fixação do homem do campo, a melhoria do padrão de vida dos agricultores e o desenvolvimento da agricultura sustentável.

Art. 2º – A referida permissão de uso, com fulcro nos Artigos 68, X c.c. 92, §3º, da Lei Orgânica do Município, deve seguir as seguintes condições:

I – o permissionário poderá realizar todas as reformas necessárias à adequação do referido prédio às suas necessidades, sem alteração de suas características originais, mediante aprovação prévia do Departamento de Obras Rurais da Prefeitura;

II – a permissão se dará em caráter personalíssimo e intransferível;

III – o permissionário será responsável pela guarda e conservação do imóvel, bem como, pelo pagamento de encargos que recaiam ou venham a recair sobre o mesmo, durante o prazo da permissão;

IV – o imóvel deverá ser restituído em perfeitas condições de uso ao Município.

Parágrafo único – A presente permissão poderá ser revogada a qualquer tempo, devendo o permissionário restituir o imóvel nos seguintes prazos e condições:

I – no prazo máximo de 30 (trinta) dias, mediante simples notificação administrativa;
II – no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, da notificação, caso o permissionário deixe de usar o imóvel para os fins previstos ou desvirtuar sua finalidade.
Art. 3º – O permissionário não terá direito a indenização de qualquer espécie, por benfeitorias introduzidas no imóvel ou serviços prestados durante a vigência da presente permissão.

Art. 4º – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
Prefeitura Municipal da Estância de Socorro, 09 de Novembro de 2011.

Publique-se.

Marisa de Souza Pinto Fontana
Prefeita Municipal

Afixado nesta data no mural da Prefeitura.

Darleni Domingues Gigli
Diretora do Departamento dos Negócios Jurídicos

Voltar

Turismo Socorro

Circuito das Águas Paulista

Aprecesp - Turismo Paulista

Governo do Estado de São Paulo

Governo Federal do Brasil

IBGE

Cidades Digitais

BNDES